5 de maio de 2010

Entre Parenteses - Parte II

Ele para de transar com ela.

(Comigo também. Mas as conversas vão noite a dentro. Ele conhece todos meus amigos. Gosto de ver ele sorrindo.)

Na festa de fim de ano da empresa, ele a leva. Todo mundo comenta o corte novo do cabelo dela. Ele ri e se diverte. Ela abraça ele e não solta nem por um segundo. Por 3 minutos, ele troca olhares comigo.

(Sem um pingo de culpa! Queria viver sem consciência como ele. Apesar de querer muito, prefiro não transar e vou embora. Querendo chorar.)

Ele passa finais de semana por conta dela. Sente alegria na risada dela e é tratado bem pelos familiares. Ele sabe que ela faz surpreendentemente bem a ele.

(Eu fico por conta dos meus pensamentos.)

Ficar com ela sempre é fácil. Existe uma devoção não-aparente nela que dá segurança suficiente a ele para o erro e redenção, erro e redenção, erro e redenção. Vai ser um bom casamento, mas não acho que seja amor.

(Você não pode me fazer chorar. Você já teve esse poder. Nunca me senti tão bem assim comigo mesmo.)

Fim?

9 comentários:

S.A.M disse...

Depois das muitas experiencias que passei na vida, penso em raciocinar sempre se o que sinto e o que quero o outro também deseja e se são saudáveis pra minha vida.
Se não são, eu tento me desvencilhar do que sinto e da pessoa. Tem dado certo, mas nesse tempo eu não amei ninguém de verdade, logo não sei se conseguiria ter controle nessa situação.

Se cuida moço! ^^

silvioafonso disse...

.


Tiro e retiro, me arrependo pra
botar depois, e neste bota e coloca
eu fico doido, enlouqueço. Grito de
dor ou de alegria, feneço. Acordo
a cidade e a mato de medo.

silvioafonso





.

Leni disse...

Com certeza, amor não é! Preserve teuamor próprio, não chore por ele, jamais.
beijos

contato_cruz disse...

tenso.


me diz o nome completo do infeliz que eu vou no terreiro aqui do lado, mandar fazer um ebó pra esse exuu!

AIUEHUIAEHAUEIH
brinks.


ps: é o mordax do vermelhodesbotado.
bjoo

Desarranjo Sintético disse...

Triste, mas acontece muito.
Acho que todos que lerem se identificam um pouco com esta estória.
Bacana o blog.
Abraços

Verônica Elias


desarranjosintetico.blogspot.com

Desarranjo Sintético disse...

Triste, mas acontece muito.
Acho que todos que lerem se identificam um pouco com esta estória.
Bacana o blog.
Abraços

Verônica Elias


desarranjosintetico.blogspot.com

viktor disse...

Hoje em dia eu corro desses relacionamentos. Mas confesso que o seu texto me tocou. Sai dessa, guri!

Autor disse...

A gente também podia conseguir colocar os sentimentos entre parentêses, né?
Seria tudo mais fácil.
www.confissoesaesmo.com

Renata Macedo disse...

esses benditos sentimentos que insistem em vir e em não querer ir quando já não é sem tempo... Por que será que a gente é tão complicado? Porque será que nos atraimos tanto por aquilo que nos faz "sofrer"? Como será que definimos "sofrer"? será que se soubessemos a resposta para tal pergunta evitariamos situações propicias para tal sentimento?
Bem, o texto está ótimo mas será que o sentimento de quem o escreveu também está? Espero que sim.

Related Posts with Thumbnails