30 de março de 2009

17 Again

Eu ando procurando por respostas. Daquelas que justifiquem como eu me sinto e simplifiquem como eu ajo. Mas não sei se preciso realmente delas para seguir em frente. Do contrário, estaria preso em algum lugar da minha adolescência.

Em duas horas nesse final de semana, uma conversa de MSN me trouxe de volta ao meu eixo de realidade que eu jurava controlar com meus 15 anos. Ele riu, ele brincou, ele conversou, ele perguntou se eu acreditava em Deus. E graças a utilitária fragilidade que eu auto provoquei nos últimos meses, ele fez meu coração disparar.

Aí eu comecei a refletir sobre porque precisar tanto de respostas quando você mesmo faz as perguntas. Quando eu tinha 17 anos, eu tinha isso tudo que eu senti nesse sábado ao conversar novamente com ele. Eu tinha, talvez, também o mesmo que eu tive nos últimos meses.

Só com uma diferença. Ele era meu.

"travel the world and the seven seas...
...everybody is looking for something"

7 comentários:

SAM disse...

Eu fico encantado com a entremeação do teu post e as vezes como na dor somos capazes de produzir coisas tão lindas...

Poxa quando voce ama é algo sme controle.. não dá pra mexer muito no coração e é preciso uma força irremediavelmente grande pra tentar mover nosso sentimento na busca do que é racionalemente correto.

Eu acabei de passar por isso e ainda não sei se completei esse ciclo, ainda não esqueci o cara e confesso que pedi isso a Deus.

Eu evito contatos mas tem horas que a agente trai a si mesmo.É coração, não é razão... Acho que manter a distância deve nos ajudar nesse processo, te aconselho, mas se cair eu sei como acontece.

Beijao!

confissoesaesmo disse...

E pq não ter isso novamente?

du disse...

.com sentimentos, nem sempre perguntas e respostas chegam fáceis. muitas vezes nem fazem sentido. por isso, certas ocasiões necessitam de quebras, fuga de regras, loucura.

.abraço

Bell Bastos disse...

IIIIIIIIITAAAAAAAAAAA!!!! Taaaa lascaado. uahaua Mas peraí, cê tá apaixonado? Mesmo? Ou é só foguiho de palha? Ou eu sou uma analfabeta funcional e num entendi o texto? auhauuaa
________________________________

Sou veeelha meesmo e daí véééiooo
??? auhaua Pelo menos EEEEU não neeeego a minha velhice!!! auahuahua

ANDRÉ MANS disse...

sensibilidade à flor da pele
mas um erro que todo mundo persiste, ele nunca foi seu, pois amor jamais é posse e sim unificação.

bjo!!

confissoesaesmo disse...

Vi um trailher de um filme e lembrei do seu post, hahahaha
O filme?
17 Outra Vez, com o Zac Efran, hahaha

danilo conrado disse...

simplesmente adorei o blog...
parabens aos três!!!
com mais tempo quero ler mais...

um forte abraço e muito sucesso

Related Posts with Thumbnails