19 de julho de 2008

[Você é de verdade?]

Sempre me atraio pelas pessoas erradas. A variação positiva da probabilidade nunca é suficiente pra mim. Eu sempre vou precisar de uma dose cavalar de impossibilidade para ficar com tesão. As vezes, me assusto com a idéia de meu modus operandi sexual ficar fora de controle com heterossexuais. E olha que eu sei que um gay másculo ideal existe.

Um outro erro (ou será acerto?) meu é me aproximar intimamente de homens heterossexuais como se fosse um deles. "Me aproximar" não é o problema, mas "intimamente" mostra minha dose de esperteza e falta de consideração com meu coração. Deixei há um bom tempo uma amizade se estreitar em confiança, apoio, carinho e cumplicidade até a saturação. E um dia desses lá veio ele, no alto de sua juventude heterossexual, questionar meu carinho (visto por ele como "parceria") e me perguntar se eu era de verdade, se eu existia.

A pergunta entrou na lista de indagações sem respostas do Luan. Mas isso não importou na hora. Percebi que me aproximei demais e que deixar a guarda baixa não foi empecilho para me aproximar intimamente dele. Fiquei pensando se esse Luan que ele questionava realmente existia. Se errei não falando abertamente que gosto de homem e que, durante um bom tempo, ele esteve no topo de qualquer lista minha.

E o engraçado é que tudo isso soa mais confuso na cabeça dele do que na minha. E o carinho declarto que ele sente por mim é fruto e motivo dessa confusão. Se ele duvida que eu seja de verdade, deve ser porque ele conhece heterossexuais melhor que eu.

Mas eu sinto que ele sabe.

"Oh yes, I'm the great pretender..."

4 comentários:

Ainda mais por dentro...(rick) disse...

Meu caro,
muito complicado isso tudo, eu sempre me apaixono por heteros. E uma coisa tenho que concordar com você, eles sentem que nutrimos um sentimento diferente que faz bem e mal a eles. Confuso isso né? Mas todo hetero precisa de um gay para sentir a real cumplicidade masculina...

Agridoce disse...

Relação típica do gay capricorniano... Quando estava em vias de me aceitar, li de um tudo. Inclusive um livrino de astrologia gay, que não atesto a confiabilidade do mesmo...
No que se refere ao capricorniano, ressaltou-se a afeição pelos heteros e pelos uniformizados, bem como pelos garçons.
Não sei se estas coisas foram tiradas detras da orelha, mas posso garantir que guardam em sí um pouco de verdade. Nem que seja mínima.
Gostei do texto e me vi em muitas partes. Legal ver que temos companhia em determinadas coisas muito pessoais...
Abraço aos 3!

T.E.A.G.O. disse...

nossa.
e foda quando aproximamos demais de caras heteros..
e muito chato

Theo disse...

Nunca sei a distância limite entre ser amigo e me apaixonar...
Jà aconteceu d me interessar por um amigo hétero (mas tinha suspeitas d q ele poderia ser gay), mantivemos uma relação de cumplicidade, em alguns pontos, mas nda muito profundo... Acho q ele me via como um bom amigo, e nada além disso. Eu, como não descobri nda sobre a sua possivel homossexualidade, continuei agindo como amigo, e acabei perdendo o interesse...
Perdendo nda! A hora q ele quiser eu quero! hehehe

Abço^^

Related Posts with Thumbnails