5 de maio de 2009

Os Motivos

Você é um cara no auge da sua juventude sexual. Aparenta ter 27, mas tem 32. Tem um carro do ano bacana e ninguém sabe que você é gay. Daí você descobre seu nicho para desprender suas ansiedades: procurar na madrugada. Randomicamente. Abordar homens em pontos de ônibus é mais fácil que cair na noite.

Numa noite dessas, você passa por um grande via às 2:15 da manhã e se depara comigo. E me faz o convite. Eu recuso. Você insiste. Eu declino com mais firmeza. Você vou embora e eu fico pensando boa motivos:

Pra ele me abordar:
1. Eu tô muito gostoso! Devo usar mais à combinação sport-fino jeans e camisa lilás.
2. Ele é tão carente que meu sorriso só ao ser abordado, deixou ele sem outra saída.
3. Sou tão patético que só rapazes de certa quase-idade se interessam.
4. Ao virar à esquina, ele pensou: "O primeiro pinto que me aparecer, eu pego."

Para eu declinar:
Artigo Único. Não sou para qualquer um. Não to com o peru no lixo e mereço mais que uma foda na virada da próxima avenida.

Parei de pegar ônibus nas madrugadas.

"or some part of yourself that you just can't love?"

8 comentários:

Clebs disse...

Auto valorização!!!

Tive o mesmo insight domingo passado ao descer a Rua Augusta e ser abordado por um cara "perdido" e pedindo informação sobre um shopping.

Eu sou do Rio e ao informar isso a ele, ganhei uma cantada das mais baratas...

Fiz o "joinha" e segui meu rumo....

Foi grosseiro? Claro, mas é a mesma coisa que você passou no post....

Felix disse...

sem ser hipócrita todos nós temos necessidades sexuais, mas a diferença entre as pessoas está justamente em como saciamos essas necessidades.
Acho que ficar rondando de madrugada prucurando caras é o cúmulo da carência.

MorDax disse...

ohh sim, todos nós merecemos mais que uma fodazinha qualquer!

auto valorização é tudo! ;DD

S.A.M disse...

Eu também percebi que a valorização é uma coisa importante.

Quando a gente promove ela, parece que a nossa vida começa a andar pra frente.

Se nos consideramos mais viveremos mais saudavelmente, é como aquele dito: "As pessoas só fazem com você, aquilo que permites."

Beijo e parabéns pela atitude.

PH disse...

Ninguém nunca me parou na rua pra oferecer carona, nem nunca soltaram algum comentário sem graça. Ou so muito feio, ou invisível, haha.

abraço aí

Fabiano (LicoSp) disse...

Sinceramente acho que se ele tá afim de alguem para uma fast-foda vai numa sauna, pega um miche, vai num banheirao... ficar abordando gente na rua acho o cumulo e outra, tem de ter muita coragem de entrar no carro de alguem no meio da madruga sem conhecer... td bem q muitos conhecem outros nos clubs e saem de boa.

Agora nada impede que voce estivesse gostosao... alias, cantada é algo comum no mundo hetero, pq náo aceitarmos a existencia disso no mundo gay?

Bell Bastos disse...

Tem que se valorizar sempre! Tá certo!
_________________________________

Com certeza são.

Beeeeijos,
Bell.

Leonardo disse...

Concordo com o Fabiano quando ele diz que cantada é coisa normal no mundo hétero e que não tem nada demais nisso. Nada como uma boa cantada pra levantar nosso ego, não é mesmo?

Mas outra verdade está no fato de que devemos sim nos dar valor. Satisfazer desejos dessa forma, pegando qualquer um numa esquina tb qualquer é deplorável!

Te amo irmão!

Related Posts with Thumbnails