27 de junho de 2010

Definindo Conceitos [The Sex Post]

O aroma forte do desodorante não eliminava o cheiro das axilas suadas dele. Vi todos os pelos do peito dele brilhando com o suor que brotava incessantemente de todos os seus poros. Chupei um mamilo enquanto ele gemia alto que eu não podia fazer isso de novo. Chupei o outro. Ai ele me beijou. Esse foi o gatilho para me abduzir de qualquer preocupação que eu continuava considerando, mesmo com ele dentro (e fora) de mim.

Já não é a primeira vez que eu o considerava. Me parece que foi a primeira vez que ele me considerou, de fato. Honestamente, não consigo justificar nem pra mim os joguinhos que, literalmente, empatam a foda sem compromisso. Dito isso, nossa conversa era direta sempre que possível e eu percebi que ele não fazia promessas, ele estava era desenhando cenários.

Eu só conseguia olhar pro rosto dele. E nele tinha uma expressão de concentração forte, mais no que ele sentia e menos no que ele fazia. Deve ser por isso, essa ardência toda hoje de manhã.

Durante todo o tempo, vi um infinito de problemas sendo radicalmente reduzidos a fagulhas de pensamentos sem nexo. Esqueci todos eles naquele quarto e nas horas a seguir. Será paixão a melhor definição pra isso?

Duvido muito. Sexo bem feito e bem aplicado define muito melhor. E por ser sem compromisso, acaba sempre com uma reprise já programada.

13 comentários:

K. disse...

pegou de surpresa...
tipo de texto que eu não esperava encontrar por aqui
mas até aí, sempre um texto surpreendente, né?

EFS*** disse...

Nossa... arrepiei...
descobri seu blog hoje e já virei fã!

Muito bom mesmo!

beijo e boa sorte no replay! ^^

Bell Bastos disse...

Tipo de texto que eu não esperava encontrar por aqui. [2]

Mas foi uma surpresa interessante.
Revelações bombásticas. auhauaa

__________________________________

Obrigada pela recepção Luan! *0*

Beijos,
Bell.

Mauri Boffil disse...

Tipo de texto que eu não esperava encontrar por aqui. [3] Uau!
E, conta... teve reprise?

Diego Hatake disse...

O.O
Quanta pervice esse último post, minha nossa... Não que eu reprove. XD Agora, isso é verdade ou ficção???

Autor disse...

De boa, sem hipocrisia: quem não gosta de um sexo casual, não?
Tá, tudo bem, tem hora que cansa e tal, mas eu, atualmente, prefiro isso: oi, tudo bem, vamos fuder, tchau!
Prático e objetivo, hehehe
E adorei o texto. Surpreendente por achá-lo aqui e, por isso mesmo, mais interessante!
;-)
www.confissoesaesmo.com

rom.er disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
rom.er disse...

Postado no dia do meu aniversário. Muito bom, muito bom, rs. Manda um murro pro Lucas, por favor. Fala pra ele mandar notícias.

Obrigado. Haha!

Fernanda Hauptmann disse...

Sexo casual faz bem pra pele.

Cassely disse...

Caro Luan,

Acompanho o blog de vocês a certo tempo e acho que vocês são mestres naquilo que pensam e escrevem. Mas em relação a sua pergunta no final do post, sim eu acho que seja PAIXÃO. Afinal isso é tão normal, só precisa ver os sinais...
Bjus!

Leonardo Filizolla disse...

O melhor do sexo sem compromisso é que você pode inovar sempre, fazendo posições espetaculares sem ter a preocupação de ter que dar satisfação sobre onde foi que você aprendeu aquilo. ;D

Joks disse...

Concordo com o Leonardo. O melhor do sexo sem compromisso é que você pode inovar sempre e sem muitas perguntas.

Em poucos dias li quase todos os posts de vcs e adorei!

Voltarei com frequência.

Abc

Antonio de Castro disse...

quando o assunto é sexo, eu não tenho tido experiências o suficiente pra comentar.

notei isso ao ler o texto. completo vazio na minha mente.

Related Posts with Thumbnails