21 de julho de 2010

Do silêncio e das expressões

Como você descreve um sentimento? Com palavras de intensidade e envolvimento literário? Com expressões de profundidade e catarse visual? Ou será que você sente. Pura e simplesmente. Pelo benefício do sentimento.

Quando se descobre gay, um menino (e uma menina) absorve por conta própria o conceito do silêncio. Ele (ou ela) aprende a olhar sem ser visto. A falar sem ser percebido. A gostar sem ser pego. A amar sem ser correspondido. Tudo porque no silêncio, o menino (além da menina) encontra a solidariedade que só o anonimato pode oferecer.

Com o tempo, o menino (e com menos frequência a menina) perde o gosto pelo anonimato, pelo silêncio e pelo low-profile. Talvez porque a promessa de amor sem correspondência canse qualquer rapaz (e quem sabe garota).

Duvido muito que a troca seja justa.
 Shouting is golden but silence is more fun.

10 comentários:

BinhoSampa disse...

texto suave e gostoso de se ler, foi o que senti ao percorrer essas linhas... disse tudo... é a descoberta e a aceitação de cada um.

Valeu pela visita ;-)
Linkado!

Abs ;-)

S.A.M disse...

Acho que a troca é justa em ocasiões, não espantosamente ninguém da minha faculdade e do meu trabalho sabe sobre mim.

Sabe porque? Não tenho afinidade não vejo necessidade.

Mas quando a situação pede, acho sim digno romper-se o silencio. E nessa ocasião, sem se temer consequencias.

Mas cada situação é unica não é?
Força aí amigo!

Antonio de Castro disse...

tô lendo umas boas exposições sobre o silêncio e a solidão esses dias, em blogs.

"a promessa de amor sem correspondência cansa qualquer rapaz"

Fato!

K. disse...

mas o amor sem correspondência cansa homens e mulheres, meninos e meninas, héteros, gays, bi... =)

BLOG FECHADO disse...

Nossa.. Primeira vez aqui no blog e adorei. identifiquei-me muito com o que li, inclusive meu ultimo post tem ampla relação com a abordagem de vcs..

Só me pergunto se aprendemos mesmo, (olhar sem ser visto,..., amar sem ser correspondido) ou se na verdade somos condicionados a tal.

Até a próxima,
Abraços!

PS.: Depois se puderem ampliar as opções do comentários além da Conta do Google ou do OpenID, pra qualquer pessoa poder comentar.. Não tenho mais blog no google, meu endereço atual é:

http://refugio.true-ilussion.com

Leonardo Filizolla disse...

romper com o silêncio pra mim foi um bálsamo e uma troca mais do que justa.
parabéns pelo blog.

MorDax disse...

não sei se porque ando meio emotivo ou se de fato me identifiquei, mas me comoveu.
sempre bom vir aqui.

Bell Bastos disse...

É engraçado como o simples fato de saber de algo é o que faz toda a diferença para as pessoas. Enquanto elas não souberem que você é gay, tá tudo certo. Assim que descobrem, começam a te tratar de uma forma estranha.

As pessoas são estranhas. o.o

Beeeijos,
Bell.

menina fê disse...

o amor sem correspondência cansa qualquer mortal! rsrs

ah, quanto a descrever o que sinto... às vezes só sinto, melhor não [tentar] falar nada! rs


adoro o blog de vcs.
voltei.


grande bj, menina fê*

Kiko Riaze disse...

Olá tudo bem?

Vc não me conhece, mas estou passando aqui para pedir uma ajuda do 3 sem tirar.

Como vc deve saber o IBGE este ano, pela primeira vez, vai contabilizar os casais gays no Censo Demográfico. Sendo uma contagem oficial, vai ser de muita importância para a visibilidade dos LGBT’s e cobrança de políticas públicas.

Pensando nisso, eu criei 2 banners com a frase criada pela ABGLT:

“IBGE…Se você for LGBT diga que é! ”

e estou convocando os amigos blogayros para colocarem estes banners em seus blogs e espalharem pela net como incentivo à campanha.

Espero contar com a ajuda do seu blog!

Os banners estão neste link da minha página:

http://kikoriaze.com/2010/07/22/campanha-lgbt-ibge-2010/

Abração!
Kiko Riaze

Related Posts with Thumbnails