27 de janeiro de 2009

[Just like a pill]

A rejeição é o maior dos meus afrodisíacos.

Será que todas as relações não foram feitas para durar? Estamos sempre na busca daquilo que não vamos conseguir? Ou estamos sempre querendo mais daquilo que sabemos que não vamos conseguir?

Ainda não sei o que fazer quando percebo que alguém não me faz bem e mesmo assim eu não consigo largar. Ele é hetéro, já me provou por A + B ou qualquer combinação possível para provar sua heterossexualidade [uma vez que é necessário fazer isso ultimamente] e eu ainda me lanço em tentativas honrosas de tentar ficar com ele.

Mas e o jogo? Não consigo evitar e pensar que o jogo é parte de um interesse que desfruto nele. Mas eu já joguei esse jogo antes. E não achei graça.

Em algum lugar muito obscuro, coberto por um cortinha de seda negra bem fina e fácil de remover, eu esperava que ele entendesse que o jogo é importante só quando não se está apaixonado. Mas ele não entende e não percebe. E me afasta com a mesma velocidade que me faz ir atrás dele quando precisa de companhia. Na verdade, ele entende e opta por não perceber.

instead of making me better...

9 comentários:

Fabiano (LicoSp) disse...

Meu esta eh uma das piores coisas que podem acontecer. Eu jah fui apaixonado por um funcionario meu...rs, ele era HT, mas tinha tudo para ser gay... digamos q seja metro.

Nos entendiamos em tudo, pra balada, comida, filmes e musicas. Na epoca eu namorava e acho que jogaria tudo pro alto por ele.

Precisei sofrer muito para esquece-lo e dedicar exclusivamente ao meu ex e a mim.

Pior q isso sempre acontece, sou recorrente... ou como dizem, jah meio burro ateh...rs

Clebs disse...

O jogo é para quem quer jogar e para quem sabe jogar.

E nunca termina, não pode terminar.

E sim, o inalcançável é mais tentador.

Let the games continue...

Sano(Dinho) disse...

Sinceramente? Odeio esse jogo. u.u

Mas mesmo assim, sempre me deixa intrigado. Hehehehe.

confissoesaesmo disse...

Sou mestre nesse tipo de coisa tb.
Agora, que tô namorando, sosseguei com isso.
Uma amiga que me diz q eu quero converter todo o mundo em gays, rs...

du disse...

.quem resiste ao proibido, impossível?

.é tudo triplicado, a vontade, o desejo, a vitória.

.só que apostas altas demandam investimentos grandes, trabalho árduo e algumas dores de cabeça.

.e que seja forte o bastante para convertê-lo ou então, simplesmente, procurar problemas sim. mas em um cara que está mais "aberto" as investidas..rs

.abraço.

Fernanda Cozendey disse...

'o jogo segue e nunca chega ao fim; e recomeça a cada instante'

enfim; vivo vivendo esses 'jogos'

beijos

Bell Bastos disse...

Ando errando ultimamente também, mas não acho que eu tenha que conversar cmo a minha vó. auhaua Até porque acho que eu mesma sou a minha vó, já que esse diálogo todo veio das minhas experiências pessoais.

ANDRÉ MANS disse...

é tudo culpa da preguiça

MELISSA S disse...

Luan, sai fora dessa rapaz! Qdo a gente quer uma pessoa que rejeita a gente, é melhor ir pra terapia do que insistir na história pq alguma explikação pra isso deve ter... Lembre-se: a gente precisa gostar de quem gosta da gente!

Related Posts with Thumbnails